| Logado como Visitante | Grupo "Visitantes" Está vendo: Forum | Terça, 28/05/2024, 9:33 PM | RSS |
Anime Mugen


[ Novas Mensagens · Membros · Regras · Buscar · RSS ]
  • Página 1 de 1
  • 1
Moderador do fórum: lMDl  
Retrô #3: Especial Bomberman!
TidusData: Quinta, 02/08/2012, 1:17 PM | Mensagem # 1
Criador
Grupo: Administradores
Mensagens: 557
Awards: 0
Reputação: 25
Status: Offline
Essa matéria foi escrita por Flora B. da Games Project chamada de Retrô #3: Especial Bomberman! O que ela fez foi uma comparação com Bombermans lançados para Super Nintendo entre 1993 e 1997, os chamados SuperBomberman, espero que gostem e quem puder visite o portal da Games Project.

Originalmente, Bomberman foi lançado no ano de 1983, para o MSX e o ZX Spectrum, dois modelos de computadores pessoais, e posteriormente, em 1987 para o NES. Somente no Japão ele tinha este nome: em inglês foi lançado como Eric and the Floaters e em espanhol era Don Pepe Y Los Globos (é… ahahahaha). Desde lá já foram lançadas mais de 50 versões do jogo, inclusive algumas não produzidas pela desenvolvedora original, a japonesa Hudson. Temos puzzles de Bomberman, corrida de karts, RPG e até anime.



Contudo, o grande sucesso é a temática clássica. Então, primeiramente, uma breve explicação pra quem nunca jogou Bomberman, que vai servir para entender a estratégia de todos os títulos: começa-se o jogo com o personagem fraco, com uma bomba e explosão de 1×1. A medida que o jogador explode os obstáculos que bloqueiam sua passagem até os monstros (ou adversários, no modo multiplayer), vai juntando powerups que podem aumentar o poder da bomba, o número de bombas, a velocidade do robozinho, deixá-lo invulnerável por um tempo, etc. O objetivo é matar todos os mobs e entrar num teleport/porta para passar para a fase seguinte. Nesse post vamos acompanhar a evolução da jogabilidade dos Bombermans de SNES. Vamos lá.



Super Bomberman
O primeiro Bomberman, lançado em 1993, é muito simples: são fases geradas aleatoriamente, todas quadradas, e que mudam a aparência de acordo com o “mundo” que você está. A mudança de cenário é só estética, não apresentando novos obstáculos, com exceção de duas fases, ambas no final do jogo, o que salvam o jogador de uma monotonia maior que o faria desistir de terminar o título. Em uma delas, Bomberman deve derrotar suas cópias-robô em uma arena, um por vez, com dificuldade crescente. Em outra, deve derrotar dois gladiadores que só podem ser atingidos por trás (ui).

Por mais que o primeiro jogo seja o mais rudimentar, com a jogabilidade mais repetitiva, é o único com uma história um pouco mais desenvolvida, com algumas mini cinemaics no mapa, e inclusive a primeira da história da franquia em que o Bomberman Preto é do bem. O jogo é divertido, mas é muito semelhante a jogar o modo Battle Mode em single player.



Super Bomberman II
O segundo SuperBomberman, lançado em 1994, conta com algumas mudanças em relação ao primeiro título. O fato das fases não serem quadradas e indicarem uma evolução tornam-no mais dinâmico e maximizam a impressão do jogo realmente possuir uma história (embora a do primeiro seja melhor trabalhada nas cinematics), coisa que não senti no primeiro jogo: me senti aleatoriamente. Aparecem alguns puzzles, como, por exeplo, pra abrir a porta e ir pro próximo nível, você tem que botar bombas e explodir alguns botões no piso. Há também adição de alguns outros obstáculos, e para superá-los usam-se novidades como trampolins, plataformas móveis e até um canhão. É introduzido o conceito de “montarias”, ou seja, monstros que ao serem mortos permitem que o jogador os use como uma vida extra, podendo ser atingido mais uma vez antes de efetivamente morrer.



Super Bomberman III
O terceiro jogo, de 1995, funciona, como todos, com sistema de “mundos”, cada um contendo fases e um boss, a diferença é que esse foi o primeiro com possibilidade de escolher qual fase jogar, permitindo que o jogador jogue fases anteriores novamente pra pegar poderes perdidos nas mortes.



Super Bomberman IV
O quarto jogo, de 1996 é na minha opinião o mais bonito visualmente. Além dos mundos serem muito diferentes entre si, os monstros são coloridos e visualmente agradáveis. Mesmo fazendo um novo jogo para um mesmo console, é possível acompanhar a evolução da animação das explosões em cada jogo. Foi o que eu mais gostei de jogar. É um pouco mais dificil e é possível conseguir montarias em praticamente todas as fases.



Super Bomberman V
O quinto e último jogo da série para SNES, de 1997, é a junção de todos os outros com uma parte adicional. Ao terminar a fase, você irá achar de um a três portais que podem te levar pra uma fase adiante ou um boss (amarelo) ou para uma fase anterior já jogada (roxo). Eu não acabei esse jogo, pois, bom, termino de fazer este post de saco cheio do robozinho branco. Jogar todas as fases de novo seria muito exaustivo, porém divertido. Talvez numa próxima vez.

Segue uma imagem da comparação da mesma fase no SB e SB5.



E o Multiplayer?
Eu realmente considerei a possibilidade de fazer um comparativo do multiplayer dos jogos, mas, entenda abaixo o motivo de eu não o fazer: como vou comparar algo que não tenho a mínima idéia do que eu estou selecionando? sorry



Bom e é isso, gostei muito do que ela fez e até penso em começar a escrever sobre games antigos, valeu pela matéria Flora xd




Conhecimento é a única virtude e ignorância é o único vício.

Twitter - Follow Me
www.jgnetwork.com.br | JG Network - Desenvolvimento em Web.


 
benhazardData: Quarta, 15/08/2012, 10:34 AM | Mensagem # 2
Aprendiz Destaque
Grupo: Usuários
Mensagens: 94
Awards: 0
Reputação: 4
Status: Offline
Me lembro dessa época (também tive infância). os primeiros do jogos SNES eram bons, mas nunca vou deixar de jogar os lançados para nintendo, considero um dos melhores com musica e enredo.

a pouco tempo vi que a minha irmão estava jogando bomberman jetters para Gba, e me senti na curiosidade de jogar de novo também.


 
  • Página 1 de 1
  • 1
Buscar:

Copyright Anime Mugen © 2024 Hospedado por uCoz
Refresh Smileys Manager
Mini-chat